ILUMINAÇÃO EM ÁREAS CLASSIFICADAS POR POEIRA DE COQUE: UM CASE DE SUCESSO NA PETROBRAS


Com a evolução da tecnologia do LED e sua difusão pelo mundo, cada vez mais se tem a necessidade de sua aplicabilidade em projetos de iluminação. Há uma crescente demanda em substituir as luminárias convencionais de lâmpadas de vapor metálico e de sódio por luminárias e projetores de LED e, com isso, há um aumento da oferta deste tipo de produto no mercado nacional. Os parques industriais, o comércio, a iluminação pública e o setor produtivo como um todo estão à procura de luminárias e projetores que tragam mais eficiência, menos gastos e pouca manutenção. Já sabemos o quão eficiente a tecnologia LED é e suas inúmeras vantagens como, por exemplo, a economia de até 70% na conta de energia elétrica. Além disso, o LED apresenta outras vantagens sobre as lâmpadas convencionais, entre elas, sustentabilidade, acendimento, aproveitamento luminoso, menos pontos escuros, visão melhorada, manutenção do fluxo luminoso, calor e fácil manutenção. Porém, quando esta tecnologia é aplicada de maneira incorreta nos projetos de iluminação, ou seja, nas luminárias e projetores desenvolvidos pelos fabricantes do mundo todo, pode surgir problemas como o não funcionamento adequado do produto e, por sua vez, a necessidade de reposição do mesmo. Imagine, dentro de um parque industrial, o prejuízo causado por um produto de má qualidade. Temos de ressaltar também que existem fabricantes de qualidade, que se importam em aplicar o LED da forma correta. Nestes casos, as vantagens de substituir as lâmpadas convencionais por luminárias e projetores LED são inúmeras. Um exemplo de sucesso do que estamos abordando é o de uma das Refinarias da Petrobras, que eles denominam de Processo dos Escuros ou Coque. Trata-se de uma área potencialmente insalubre e escura, pelo fato da cor do Coque - à noite a situação é pior, devido à grande altura em que o projetor está instalado. Por anos, a Petrobras sofreu com reposição e manutenção destes projetores de lâmpadas convencionais que não iluminavam adequadamente o ambiente, sem contar a queima das lâmpadas e dos seus respectivos reatores de partida, aumentando ainda mais os gastos de manutenção com este tipo de iluminação. Há mais de um ano, por conta da tecnologia do LED e sua aplicabilidade correta, este problema foi sanado dentro da Petrobras, justamente pelo desenvolvimento e aplicação de um Projetor LED de 840W, da Tramontina. A instalação de apenas um projetor foi suficiente para substituir mais de dez projetores convencionais, além de todas as vantagens que o LED trás. Esse case de sucesso já está sendo divulgado para as outras unidades da Petrobras. Portanto, a aplicação de um projetor de LED desenvolvido com alta tecnologia e aplicado de forma correta preserva a eficiência e vida útil do produto. Este tipo de aplicação estende-se à outras situações similares, como galpões e armazém classificados.


RECENT POST
  • LinkedIn Social Icon

© 2017 by Blog do Nelson López

  • Google+ Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • LinkedIn Social Icon
  • Facebook Social Icon