O QUE FAZER PARA IMPEDIR QUE OS EFEITOS DE UMA EXPLOSÃO ACABEM COM OS EQUIPAMENTOS DE PROCESSO E COM A EMPRESA

May 25, 2017

 

 

Explosão é um evento de ocorrência inesperada e com rápida liberação de energia muito elevada. Para uma explosão ocorrer é necessário a presença de 4 fatores: Combustível (que pode ser na forma de pó em suspensão), Oxidante, Fonte de Ignição e o Enclausuramento do ambiente/equipamento.

Consideramos que caso a empresa tenha em seu processo fabril os fatores citados acima, orientamos que realize uma análise de risco de seu processo junto a uma empresa especializada para poder identificar e mitigar possíveis riscos de explosões e incêndio.

Caso exista o risco de explosão em elevadores de caneco, silos, misturadores, filtros de manga, aquecedores, etc; recomendamos a instalação de um sistema automático de detecção e combate a explosão.

 

Quando ocorre uma explosão em algum destes equipamentos, as chamas provenientes desta explosão irão propagar-se através das interligações, causando os possíveis efeitos:
• A deflagração pode acelerar até atingir a velocidade de detonação dentro das tubulações, causando novas explosões (Explosões Secundárias).
• Explosões em vasos comunicantes se tornam mais severas devido à pré-compressão e o aumento da velocidade dos gases, causando um aumento do Kst original;
• As chamas irão se tornar fontes de ignição em outros equipamentos e outras áreas;

Com o objetivo de impedir que as chamas provenientes da explosão viajem através das intercomunicações, causando novas explosões, deve-se instalar um sistema de detecção e supressão de explosão no equipamento.

O sistema irá realizar diagnósticos constantes dos dispositivos periféricos assim como da própria central, sinalizando através de saídas de relés as possíveis falhas e disponibilizando informações para o monitoramento remoto do cliente.

Este sistema é composto por sensores instalados em locais estratégicos que detectam o aumento súbito da pressão interna do equipamento, painel de controle e isoladores químicos localizados na entrada e/ou saída da linha de aspiração.

Segue abaixo os principais componentes de um sistema contra explosão:

 

HRD
Os contêineres de supressão de explosão, também conhecidos como contêineres de alta taxa de descarga ou HRD (High Rate Discharge), são disponibilizados em vários modelos e tamanhos (conforme projeto de produto específico de cada fabricante, permitindo a adaptação do mesmo em vários pontos do equipamento). Devem ser dimensionados em quantidades e capacidades suficientes para que o elemento supressante promova a inundação total do volume protegido.

 

SRD
Os contêineres de isolamento químico, também conhecido como contêineres de descarga padrão ou SRD (Standard Rate Discharge), realizam o bloqueio das chamas no interior das tubulações.

Difusores
São os elementos responsáveis para espalhar e direcionar o agente supressor no interior do equipamento protegido.

Detectores de Pressão
O detector de pressão de explosão é concebido para medir continuamente a pressão no interior dos equipamentos protegidos. O tempo de resposta é extremamente rápido, permitindo que o detector forneça mais de 4.000 amostras por segundo. Com a mesma velocidade, esta informação é processada pelo painel de controle, podendo determinar se a alteração da pressão identificada é proveniente de um início de explosão ou não.

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

RECENT POST
Please reload

© 2017 by Blog do Nelson López

  • LinkedIn Social Icon
  • Google+ Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • LinkedIn Social Icon
  • Facebook Social Icon