EM QUE CONSISTE O PROCESSO DE FISCALIZAÇÃO DE UNIDADES EX


As unidades industriais sujeitas a riscos de explosões e incêndios estão permanentemente propensas á fiscalização das entidades responsaveis pela integridade dos trabalhadores (MTE), da agua do ar e do solo (Cetesb e equivalentes) do patrimônio (Bombeiros e Seguradoras) e pela Agencia Nacional do Petroleo .

As empresas que formam parte deste grupo de riscos são as químicas, petroquímicas, do petróleo, de distribuição de combustíveis, fabricantes de gases industriais, tintas e vernizes, borrachas, plásticos, resinas, essências e fragrancias,farmacêuticas, usinas de açúcar e alcool, biodiesel,carvão, industrias de alimentos, processamento de grãos, siderúrgicas, etc.

Esta fiscalização que tem como objetivo “garantir a operação com segurança dessas unidades”, exige das empresas uma serie de documentos que são a base do gerenciamento desses riscos, sendo eles:

1) Os desenhos de classificação de áreas atualizados, devendo ser desenvolvidos por profissionais habilitados, experientes , capacitados e de preferencia, certificados.

2) O Atestado de Regularização dos sistemas elétricos existentes ou, na falta deste o Relatorio de Inspeção, detalhando as não conformidades existentes, que deve ser feito também por profissional habilitado, experiente, capacitado e de preferência certificado.

3) Os Certificados de Conformidade dos equipamentos elétricos e eletrônicos utilizados.

4) Prova documental da Capacitação de todos os envolvidos com a operação da unidade, e

5) O Laudo de Regularização emitido pelo responsável, com o recolhimento da ART.

Quanto ao Corpo de Bombeiros e Seguradoras a empresa é obrigada a apresentar , alem da documentação acima , o AVCB atualizado.


RECENT POST